Aceitar quem somos, exatamente do nosso jeito, não é simples. Mas te digo com absoluta certeza: a autoaceitação é o segredo para a vida plena!

Pode parecer exagero, mas pense comigo: é muito massacrante viver em função das outras pessoas, deixando de fazer o que se gosta e deixando de ser quem se é por medo de críticas. Certamente, viver assim vai causar uma série de frustrações e nada de felicidade, além do desperdício de energia vital tentando agradar todo mundo ou tentando seguir padrões.

Quando nos aceitamos, assumimos que temos muitos defeitos e tudo bem em relação a isso, pois somos humanos, tudo bem sermos nós mesmos. Ninguém nasce já sabendo de tudo, não é mesmo? Vamos nos tornando quem somos a partir das nossas experiências e a partir de muitas coisas vivenciadas que nos moldam. O importante é sempre buscarmos ser alguém melhor, tentando ser nossa melhor versão.

Quando praticamos a autoaceitação, nos livramos do peso da perfeição. Aceitamos em nós aquilo que sabemos que não é tão bom, mas que sabemos que faz parte de quem somos. Aprendemos que errar faz parte do processo de viver e aprendemos com nossos erros, afinal de contas, os erros nos servem de aprendizado.

Agende um horário

Saber lidar com as próprias falhas, não se auto sabotar e não alimentar o sentimento de negação em relação a si mesmo são atitudes imprescindíveis para a prática da autoaceitação. É praticar o amor próprio tão fundamental na nossa época.

Somos induzidos a acreditar que a grama do vizinho é sempre mais verde. Mas esquecemos de lembrar que todas as pessoas têm problemas. Estar sempre se adequando às influências de fora, de outras pessoas e anular as próprias vontades, os próprios gostos e desejos é esquecer que você tem alguém muito importante para cuidar e para se importar com a opinião: você mesmo!

O poder da autoaceitação

A autoaceitação está muito ligada à importância que damos à opinião dos outros. Devemos saber quando uma crítica é construtiva e quando é uma crítica que não acrescenta em nada e que nos ofende, fazendo com que nos sintamos inferiores. Fuja de pessoas tóxicas, pessoas que não respeitam suas decisões e que não respeitam quem você é. Do nosso lado, só quem nos ajuda a enfrentar o doce e o amargo da vida.

Mas você sabe ou imagina o poder que a autoaceitação tem? Vamos entender melhor.

Por que devo praticar a autoaceitação?

É inegável que a autoaceitação possui um poder espetacular em nossas vidas. Primeiro porque a autoaceitação é a afirmação da nossa liberdade. Liberdade para ser quem se quer, para se vestir como quiser, liberdade de ir e vir e não se preocupar com o que os outros vão achar. A autoaceitação permite que não sintamos culpa em sermos quem somos.

Mas não só. A autoaceitação gera sentimentos poderosos, um estado em que os sentimentos ruins em relação a si mesmo são dissipados. Assim, o ciclo vicioso da autocrítica e as emoções negativas dão espaço para a readequação emocional e psicológica.

O poder da autoaceitação

Quando uma pessoa se aceita, ela entende que a parte das falhas e dos defeitos juntamente com a parte das possibilidades, do quanto ela já aprendeu e de suas inúmeras qualidades, constituem quem ela é. Ela se aceita e aceita as pessoas ao seu redor. A autoaceitação é contagiante e tem o poder de aproximar as pessoas.

Quando eu aceito que assim como eu, as pessoas podem errar e podem não atingir minhas expectativas, eu gero o sentimento de autoaceitação, mas também o sentimento de aceitar o outro como ele é, dando a ele o que eu também quero receber.

Aceitar-se significa também entender que eu não sou menor por cometer tal erro ou por ser de determinado jeito. Todo ser humano, sem exceção, está sujeito a cometer erros e os comete. Todo ser humano, sem exceção, tem um jeito único que garante a sua autenticidade. Que chato seria se as pessoas fossem todas iguais, pensassem igualmente, sem nenhum tipo de diversidade. Ainda bem que o mundo não é assim! O mundo é cheio de pessoas diferentes e todos nós estamos sempre aprendendo a dar significados para as coisas, por que não dar significado a quem somos?

O poder da autoaceitação repercute em todos os aspectos da nossa vida. É através dela que passamos a ter uma maior segurança em relação a nós e ao que fazemos, seja trabalho ou estudo. Nos tornamos pessoas mais confiantes e acreditamos mais no nosso potencial, podemos tudo!

Agende um horário

Aprendemos e temos uma capacidade maior de nos perdoar e perdoar os outros. O que nos garante muito bem estar e capacidade de lidar melhor com a nossa complexidade e a complexidade da vida. Precisamos uns dos outros, somos seres naturalmente sociáveis e não conseguimos viver sozinhos. Desde os tempos das cavernas, o homem sempre buscou companhia, era e ainda é uma necessidade vital.

Ao aceitar-se, muito possivelmente, a visão de mundo se abre a novas perspectivas. As relações tóxicas e ambientes tóxicos são trocados por relações saudáveis e vivências construtivas, não se permite mais a imposição de padrões comportamentais, físicos, estéticos, muito menos a imposição de ser algo que não se é, somente para se encaixar e agradar a todos, menos a si mesmo.

A metáfora do encaixar é perfeita. Quando precisamos forçar alguma coisa para que ela se encaixe, seja a roupa, o sapato ou as pessoas, sabemos que não dará certo. O mesmo vale para a autoaceitação. Aceitar-se é justamente não se colocar em um estado em que nada force você a se encaixar em algo que você não queira. Você não precisa ser alguém idealizado por sua família ou que realize os sonhos dos seus pais, você tem que realizar os seus próprios sonhos e vontades, ser quem deseja ser.

O poder da autoaceitação

Aceitar-se é um remédio muito eficaz contra a baixa alto estima, contra ansiedade e até contra a depressão. É muito importante compreender que o direito de sermos exatamente quem somos, é um direito disponível a nós. Um direito poderoso quando utilizado.

Leia este artigo que eu falo tudo sobre o que você precisa entender de autoaceitação.

Tudo o que você precisa saber sobre Autoaceitação